Quinta-feira, 11 de Agosto de 2016

Fogos, festas, foguetes e baboseiras

Marcelo vai a todas. Ele bem quer segurar o país à beira do precipício. Mas nem ele é bombeiro, nem os fogos se apagam com boas intenções. Só 1% são provocados por causas naturais, os outros 99% são causados por gabirus, preguiça e sujeira.

Todos me dizem que Portugal está a pagar a ingratidão para com Salazar.

Não acredito. Oliveira Salazar e Marcello Caetano nunca acreditaram em maldições. Acreditavam na inteligência, honestidade, trabalho e estratégia bem definida para fazer avançar o País e engrandecer os Portugueses.

Se recordarmos Portugal, antes do desastrado 25 de Abril, verificamos que havia muito mais festas, muito mais alegria e foguetes a rodos.

Os fogos de Verão eram precisamente causados pelos foguetes que nunca foram proibidos, o que não é caso de hoje e com razão.

E com razão porquê? Porque os pinhais e eucaliptais não estão limpos. Os lugares junto às casas ou na entrada dos campos agrícolas estão cheios de combustível inflamável, o que não acontecia naquele tempo.

Contou-me o Sr. Pires, que foi guarda-fiscal, que as Câmaras eram avisadas, todos os quinze dias das situações anómalas que encontravam, para os proprietários serem avisados da limpeza necessária junto das suas propriedades. Tinham um período para o fazer. Caso houvesse nova chamada de atenção da Guarda-Fiscal, da Guarda Nacional Republicana ou dos Guardas Florestais, imediatamente surgiam as coimas que aumentavam sempre que a limpeza não fosse feita.

Hoje, cada um faz a lixeira como entende e o único pagamento é a morte por incineração como já aconteceu às vítimas na Madeira e no Continente.

Culpados? Em Portugal, democraticamente não há culpados, há desleixados e gente que incendeia, mas que não fica na cadeia, nem são colocados a fazer estes serviços.

É proibido educar. É obrigação alimentar e alojar os pirómanos. Não há estatuto de trabalho nem para vadios nem para marginais. Democraticamente não podem ser convidados a trabalhar.

Quando um tipo qualquer veio há uma semana ufanar-se que o país estava mais seguro do que nunca em matéria de fogos, no dia seguinte começaram e com tanta violência que desmentiu as baboseiras do gabarola que não mediu as palavras repercutidas pelos Meios de Comunicação que as fizeram chegar aos ouvidos das bestas humanas que dão pelo nome de incendiários.

Em vez de gabarolices e outras tontices do género como Ordenação do Território sem antes obrigarem à limpeza do dito, ele continuará a arder todos os anos até se tornar um vasto campo de areia, mar, patetas simpáticos, e muita conversa chocha e sem qualquer sentido de futuro.

 

Anterior “Enfermeiros doentes, orgulhosos pelas greves”

C.S

publicado por regalias às 08:56
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Em Portugal até os burros...

. Afaste-se do Corona, mas ...

. Acudam aos refugiados Sír...

. A Europa arrisca-se a mor...

. Aproveite o Corona para r...

. É tempo de Abril mostrar ...

. A pequenez do ser humano ...

. O Criador e as suas fúria...

. O que é demais é moléstia

. Os heróis da Limpeza em T...

.arquivos

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds