Sábado, 8 de Dezembro de 2018

Greves, egoísmo, ignorância, estupidez e abismo

Por mais vezes que repita que as greves foram as grandes causadoras do fim da Primeira República e o começo da Ditadura Militar, os incompletos não entendem que ao fazerem greves se tornam subservientes à estupidez e, não tardará muito, que os escravos que as apoiam estejam no fundo do abismo.

A Revolução do 25 de Abril tinha todas as condições para ser um sucesso: País pacificado, alegre, bem-disposto; toda a gente com trabalho, aumento continuado de alunos nas escolas, teatros e cinemas sempre cheios, agremiações com bailes mensais e cofres a abarrotar de dinheiro.

O que aconteceu? A confusão instalou-se quando da chegada do maior pulha que Portugal já teve: Álvaro Barreirinhas Cunhal, um cobarde frustrado, um incompleto, que os camaradas comunistas endeusaram, sabendo que ele tinha apoiado e escondido todos os crimes da URSS. Era um dissimulado perfeito e asqueroso.

A ignorância, a inveja, a intriga e a subserviência são dos piores dos males. São sarna que contínua no Porto de Setúbal para que os Estivadores rastejem na miséria e Técnicos de Saúde transformados em cangalheiros.

O país perde competitividade, segurança e interesse. A dívida aumenta e a União Europeia apresta-se a terminar os subsídios para alimentar a gandulagem.

A Primeira República teve centenas de greves. Esta terceira República está perto de as ultrapassar. Inacreditável é que na Primeira República os grevistas eram tipos ignorantes, sem conhecerem letras do tamanho de uma casa, estes já sabem ler, têm televisão, rádio e telemóveis que não existiam.

O ser humano português não evoluiu, voltou a regredir por culpa do PC e do BE, antes chamado de UDP, que de maneira sonsa, demagogicamente empurram os mais frágeis para a desgraça e lhes prometerem o que sabem não poder dar.

Aquilo que está a acontecer nesta época de Natal de 2018, com a catadupa de greves e prejuízos incalculáveis pode ser o aviso final e os loucos ganhem finalmente juízo quando perceberem que as greves lhes agravaram as dificuldades.

 

Anterior “Sábado, Parque Mayer e os ditadores de enganos”

C.S

publicado por regalias às 06:06
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De DP a 8 de Dezembro de 2018 às 09:57
Os políticos da esquerda voltam a querer mexer na ferida que foi sarada com o Estado Novo. Querem matar o país com as greves que não resolvem nada, prejudicam o povo e ainda aumentam a dívida do Estado. Os políticos e sindicatos que ganham bem, pensem nas família que ganham pouco e que têm que esticar o que têm para não lhes faltar a comida na mesa.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Portugal é um país de ana...

. EUA usam a força para tra...

. Radicais Livres ...de aud...

. Greves, egoísmo, ignorânc...

. Sábado, Parque Mayer e os...

. Os velhos e o esqueciment...

. Greves, Moody's e três em...

. Jornais e revistas afunda...

. Der Spiegel, a coscuvilhi...

. Estivadores não sejam bur...

.arquivos

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds