Terça-feira, 18 de Junho de 2019

Liberdade para sacrificar milhões em benefício de alguns

O ser humano é tão complicado que eu passei uma vida a estudá-lo e chego ao fim sem o entender.

Nasci num País onde a miséria vagueava pelas ruas de mãos estendidas, pé descalço e o corpo coberto de farrapos.

Homens, mulheres e crianças eram o símbolo da tristeza e da fome tanto em Portugal, como em Espanha, como em França.

A fome e a miséria em Portugal tinham nascido na Primeira República, 1910-1926. Espalharam-se pela Ditadura Militar e cobriram uma parte do Estado Novo até 1955, altura em que voltou a alegria ao povo.

Na Espanha e em França, a fome e a miséria eram fruta das infames guerras. A Guerra Civil de Espanha, 1936-1939; e em França com a Segunda Guerra Mundial, 1939-1945.

Ao estudar estas catástrofes e as suas consequências verifico que a imensa China se desse ouvidos aos comentadores mundiais ainda hoje estava envolvida na confusão em que diversos líderes como Sun Yat-sen, Chiang kai-Shek e Mao Tsé Tung a encontraram e tudo fizeram para desbravar o caminho da prosperidade que ela disfruta.

A história é de sacrifício, persistência e sábia paciência.

Com Deng Xiaoping abre-se o mercado Chinês ao mundo. O país nunca mais deixou de surpreender.

Com mais de 1400 biliões de pessoas, o Presidente Yang Shangkun em 1989 não podia tomar outra atitude pelos acontecimentos na Praça Tiananmen ou Praça da Paz Celestial, caso os mortos tivessem sido 200 civis e mais 50 ou 60 Forças da Ordem ou atingissem outro número maior que o embaixador Inglês divulgou.

Mas quem acredita em políticos ingleses que veem o argueiro no olho do vizinho e não veem a monstruosidade cometida no Iraque, na Líbia e na Síria de conluio com os Estados Unidos da América?

Todos lamentamos as mortes, seja de quem for, e por isso os Tony Blair, os Cameron, os Sarkozy, os George W. Bush e os Obama, todos tipos repugnantes, que matam não para proteger os biliões que morrem à fome, mas que tomam a liberdade de os matar para roubar por malvadez e ganância de umas centenas de agiotas.

Liberdade é evitar as guerras e as mortes para proteger milhões. Liberdade não é, quando a demagogia levanta a bandeira dos seus interesses e faz uma chinfrineira descomunal por algumas dezenas.

 

Anterior “Escreva um livro para a posteridade e pense no seu regresso”

C.S

publicado por regalias às 05:53
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Fascismo sem fascistas e ...

. Cunhal teve ideias premon...

. António Ferro, como era d...

. Deputados palhaços ou Dep...

. Quanto tens, quanto vales

. Incompetência ou falta de...

. Isto não é um mundo de ge...

. Esplendor de Portugal atr...

. Catalunha é mais poderosa...

. No País dos loucos salvem...

.arquivos

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds