Domingo, 29 de Março de 2015

Milhazes, especialista que precisa mais especialização

O jornal i é um diário que agrada. Está bem paginado e tem dois redatores que particularmente aprecio, a Ana Sá Lopes e o Luís Osório. O Luís escreve francamente bem.

A Ana comecei a ouvi-la no “Contraditório”, depois do noticiário das 19 horas na “Antena1”. Era muito fraquita, mas ajudada pelos companheiros do programa foi ganhando cada vez mais conhecimentos através de informação e força de vontade. A Ana, passados uns meses, em que muitas vezes me irritava, tornou-se uma profissional de respeito. Isso aliviou-me, deu-me prazer. Consegui resistir em escrever e ser desagradável com alguém que, ao princípio, metia os pés pelas mãos e nem sempre fazia afirmações fundamentadas.

A Ana pode servir de exemplo aos jovens jornalistas: um pouco de talento, força de vontade, estudo da história Portuguesa através da consulta de manuais credíveis, muita informação internacional, honestidade na análise do que sai para o papel, para a rádio ou para a televisão e temos jornalistas.

O Milhazes, pela estampagem na página 32 do i de 28 de Março, parece um mujique, com ar de especialista frustrado, pelos próprios russos não ligarem ao que diz.

Não tenho nada contra o Milhazes. Só que não concordo com a obsessão do homem contra a política de Putin quando afinal os Estados Unidos e a Europa é que forçaram o problema.

A União Europeia ao engordar a 28 membros sem os fortalecer e tornar competitivos resolveu comprar a Ucrânia ao preço da uva mijona e dessa maneira ter ali um território tampão com o gigante russo.

Putin viu o perigo que isso representava e, quando, democraticamente, os ucranianos tentaram matar o ex-Presidente, Putin teve de intervir para que o problema não se agravasse com a instalação de bases da NATO no mar Negro e no Leste Ucraniano.

Putin deve estar tão interessado em fazer e entrar em guerras como eu que me exalto com a besta humana quando se mata por ganância.

O Milhazes podia pensar em quem incendiou o Iraque, a Líbia e a Síria e, com o seu agudo pensar de especialista de vendedor de conversa, verificar se está certo ou está errado.

O Milhazes diz: “Petro Poroshenko tem mantido o país a funcionar, embora necessite de ter mais apoio por parte da União Europeia e dos Estados Unidos sob o ponto de vista militar e económico”.

Ó Milhazes, você devia ter ficado só pelo apoio económico.

Percebeu?! Só os irracionais usam as armas, fomentam as guerras, roubam os países, desgraçam os povos.

Recordo-lhe as palavras de Bertrand Russell, a propósito da Primeira Grande Guerra: “O mundo é detestável. Lenine e Trotsky são os únicos inteligentes”. Eu acredito na inteligência de Putin.

Fornecer armas à Ucrânia é o mesmo que deitar o fogo a toda a região e, se calhar, ao mundo.

C.S

publicado por regalias às 06:17
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

. Diarreia mental de batráq...

. Votação, Câmaras, competê...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds