Segunda-feira, 30 de Março de 2020

O Criador e as suas fúrias

Acredito no Espírito Criador, a que dei o nome de Espírito do Acaso, mas que ao criar-se por geração espontânea, passados milhões de anos transformou Luz em matéria e ligou tudo quanto existe.

Em 2007, ao publicar o livro “Salazar, vítima da ignorância” já mencionei as partículas do Acaso e citava António Vieira e Oliveira Salazar como Homens de bem, a imitar.

Ontem ao rever o meu tremido Russo lembrei-me que tanto a palavra Criação como Natureza tinham a mesma forma; as duas escrevem-se de igual modo. O som é “Sozdanie”, que no alfabeto Russo começa com C, pois não tem o S e o n e o i são o nosso H=n e H=i com o risco do meio inclinado.

A ligação de Criador e Natureza, na mesma palavra, chama a atenção para o Espírito que criou tudo quanto existe e está desiludido com o ser humano. Mais, sentiu que está a ser sufocado pelo ser humano.

As Novas Tecnologias, em vez de salvarem o ser humano da sua destruição, estão a apressar o seu fim, forçando também o Espírito, com as suas desnorteadas ações, a eliminar tudo quanto existe.

O Criador, nestes últimos anos lançou avisos desesperados com Tempestades incontroláveis, fogos, terramotos, Tsunamis. O homem nada quis entender. As guerras tornaram-se mais selvagens e os mais vulneráveis fogem aos milhões para contaminarem os países que os acolhem. São os vírus visíveis. O ser humano contínua sem compreender.

O Criador envia então o seu último aviso, o Corona, muito semelhante ao aparecimento e crescimento do ser humano, quando foi criado como simples bactéria que, durante milhões de anos, evoluiu até ganhar a forma dos nossos dias.

Desde há décadas que estudo o ser humano, me estudo, e me desiludo comigo próprio.

O Espírito Criador do Acaso ganhou pensamento, acreditou no ser humano que evoluiu com dois espíritos integrados e livre arbítrio: o espírito do Bem e o espírito do mal, a quem está permanentemente ligado, mas dos quais perdeu o controle.

Não desisti das experiências neste campo, e admiro-me como o Espírito Criador resolve lançar as suas fúrias em vez de manter a sua legítima autoridade. Será que também foi contaminado pela simpática, mas permissiva liberdade da Democracia e da insensatez humana?

 

Anterior “O que é demais é moléstia”

C.S

publicado por regalias às 06:43
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. O que faz vacilar o Homem...

. Democracia, oportunistas,...

. Conversa de corda e propa...

. Jovens mais felizes e mai...

. Trump se for eleito ofere...

. Obama, Sarkozy, Cameron, ...

. Locutores era o tema, mas...

. Salazar acabou com a Dita...

. O tempo da educação muscu...

. A rotunda Ana Gomes e o A...

.arquivos

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds