Quarta-feira, 29 de Setembro de 2021

O paraíso às portas da Europa

Em 16 de Junho de 1988 escrevi no jornal “A Província, semanário do País Real” o texto com o título supracitado e que vou reproduzir, nesta ânsia de juntar todos os portugueses na recuperação de Portugal:

O nosso País pode representar para o europeu o oásis, o paraíso terreno, o contacto privilegiado com a Natureza.

Na verdade, talvez não seja a sociedade tecnológica o grupo ideal para se viver. Talvez não seja a sociedade das grandes fábricas, a melhor escolha para passarmos os poucos anos que andamos no mundo. Por isso mesmo é provável, é provável que a Europa evoluída possa beneficiar do “atraso” de Portugal, até agora defendido do assalto tecnológico e do desgaste industrial.

Por um milagre inexplicável conseguimos preservar a gastronomia, o artesanato, o folclore e sobretudo salvaguardar a pureza deste povo acolhedor, hospitaleiro e amigo.

É este o contributo que vamos dar à Europa.

Não concorremos com óperas,nem teatros, nem cinemas, mas aposto que vai fazer sucesso o grupo de Pauliteiros de Miranda, o Fandango Ribatejano, a Tourada Portuguesa, a caça à raposa, o cavalo Lusitano, o nosso vinho, a nossa aguardente, as alheiras de Mirandela e sobretudo o queijo da serra, que é, nem mais nem menos, o melhor queijo do mundo.

Esta pequena lista é realmente a grande moeda de troca que mostrará à CEE que fez o melhor negócio da sua vida ao escolher Portugal.

Temos a certeza que a Europa do progresso, da prosperidade e do trabalho duro e organizado nunca se arrependerá de ter recebido este país maravilhoso, onde o tempo corre suavemente e tem o verdadeiro paladar da vida.

O paraíso está às portas da Europa e tem o nome mais querido do mundo: Portugal.

Coloque a máscara. Apesar do desastre destes últimos 47 anos, ainda temos muito do que anunciei em 1988. Mas não estou nada descansado. Nazaré da Costa Cabral ao anunciar e explicar, ontem no “Público”, que “Um défice orçamental nunca é uma folga” voltei a andar sorumbático e apreensivo.

 

Anterior “Tudo foi descoberto. Só há que comparar e aperfeiçoar”

C.S

publicado por regalias às 08:03
link | comentar | favorito
1 comentário:
De Skazi a 29 de Setembro de 2021 às 13:29
Na verdade o senhor tem razão. Portugal é um paraíso. É paraíso para quem vem de fora. E nós cá dentro? Vemos tudo a aumentar e os ordenados não mexem. Tudo aumenta como é que os idosos com as suas reformas pequenas se safam? Vi alguns blogues seus que defende a subida das reformas para 500 euros. É muito bem pensado. Penso que a pobreza nesse aspeto ia diminuído mas é preciso pressionar o Costa. Que promete mas vai se esquecendo do que promete e vai tudo por águas de bacalhau


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13


24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Portugal, País de marinhe...

. Acredito na inteligência ...

. Todos mandam, ninguém se ...

. “Liga” perde combate na c...

. Em 146 a.C destruíram Car...

. O fim da guerra com estro...

. Estupidez criminosa alime...

. Tanto quis ser pobre, que...

. Português -Russo, 145

. Português -Russo. 144

.arquivos

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub