Quinta-feira, 26 de Março de 2015

O perigo e as dificuldades modificam a nossa vida

A queda do avião nos Alpes e que vitimou 150 pessoas fez-me recordar uma situação idêntica quando há mais de 57 anos e devido a grandes perdas de altitude toda a gente gritava, chorava, vomitava.

Eu, com a cabeça entre os braços e apoiado no suporte para leituras e refeições só dizia para mim:

Vais morrer como um cão. Não fizeste nada de importante na vida. Os teus pais vão ficar destroçados. És filho único.

O avião subia, subia e de repente vinha por aí abaixo como uma pedra.

Quando, finalmente chegámos a Lisboa com o avião nauseabundo e cada um a esgueirar-se o mais rápido possível daquele tenebroso esquife, eu, meio bêbedo, só tinha na cabeça que devia fazer alguma coisa de útil. Não queria morrer como um cão.

Passados uns meses saiu um livrinho de versos, meio coxos, mas que ofereci com toda a alma a Portugal, garantindo-lhe que iria trabalhar com todo o denodo e o máximo de capacidades.

Inscrevi-me no SNI e entrei imediatamente. Passadas algumas semanas passei a trabalhar na secção do Sr. Pereira Forjaz e Direção do Engenheiro Álvaro Roquette. Quando de lá saí, para o meu lugar entraram quatro funcionários.

O Engenheiro Álvaro Roquette, um dos homens mais puros e honestos com quem trabalhei, algumas vezes me perguntou se eu nunca me cansava. Aquilo que se faz por prazer nunca cansa, estimula mais.

Depois daquele susto, mais por não ter feito nada de útil do que por morrer, modifiquei-me. A vida nunca me entusiasmou. Só as mulheres e os livros aguentaram este insatisfeito. Estudava quando me apetecia, enfrascava-me de livros escritos em Espanhol pois apaixonei-me por Espanha quando julgava que a odiaria devido aos conflitos e ao receio permanente que nos invadisse. Éramos educados a estar sempre de pé atrás com os Espanhóis.

Em Tourém, Montalegre, havia um professor que ensinava a miudagem a jogar ao pau, para, se os espanhóis aí viessem, os correr à cacetada. Santa ingenuidade. Como os tempos eram felizes.

Estudar nicles. Depois da descida supersónica tornei-me um viciado no estudo e no trabalho. Ainda hoje, o mais tardar que acordo é às cinco. Bem quero ficar na cama até às sete. Raramente satisfaço o pensamento. Cedo ao impulso e salto da cama no Inverno ou no Verão com o mesmo prazer.

Se não escrevo ou leio, passo o tempo a pensar como resolver a desgraçada situação em que os portugueses se encontram.

Há duas vias que reputo fundamentais para esgravatar neste mundo global que nos espera e acredita na inteligência, no trabalho e na dedicação dos portugueses.

Saber línguas e uma boa especialização em informática dá para entrar em qualquer país e aí mostrar quanto vale um português.

C.S

publicado por regalias às 05:59
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De EMPRÉSTIMO a 27 de Março de 2015 às 19:08
Fazer você emprestar necessidade especializada na concessão de empréstimos a particulares, oferecemos empréstimos de 1.000 € a 950 000 € (2% de taxa de juro anual) por um período de reembolso de 1 a 30 anos. NB: Um crédito você cometeu e deve ser paga, portanto, verifique sua capacidade de reembolso antes de você cometer. Para obter mais informações, por favor contacte-nos:

Urgent : dechir-pascal@hotmail.com

Urgent : dechir-pascal@hotmail.com

Urgent : dechir-pascal@hotmail.com


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incompetência ou falta de...

. Isto não é um mundo de ge...

. Esplendor de Portugal atr...

. Catalunha é mais poderosa...

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds