Domingo, 29 de Março de 2020

O que é demais é moléstia

Quando Salazar proibiu os ajuntamentos de mais de três pessoas, apertos de mão e beijos, os canalhas que pretendiam impor a Portugal a Ditadura do Proletariado, da traição e da estupidez, mal o traidor-mor, o social-fascista Álvaro Cunhal conseguiu que o Primeiro-Ministro, depois do 25 de Abril, Palma Carlos se demitisse, passou o poder para as mãos do comunista Vasco Gonçalves.

Vasco tudo fez para que Portugal se tornasse ingovernável; sempre com promessas, misturadas com ameaças, insultos, roubos e destruição de todo o tecido industrial.

Salazar, foi apelidado de Ditador, embora todos soubessem que a Ditadura tinha sido implantada pelos Militares, que sempre tiveram a faca e o queijo nas mãos. Se o tivessem querido depor, bastava tê-lo exigido. Eles dirigiram sempre a Censura, Câmaras Municipais, Governo de Províncias Ultramarinas, etc, etc.

Salazar explicou que a Ditadura era uma forma transitória de Governação. Em 1933 aparece a Constituição que no artigo 8º define as liberdades e garantias dos Portugueses. A partir daí Governou com uma Democracia Orgânica, sem o mencionar, porque a Democracia que tinha saído da Primeira República, 1910-1926, era odiada por todo o povo devido aos maus tratos, à miséria, às inúmeras prisões que encheram cadeias e barcos. Muitos contestatários foram enviados para as colónias, por esse motivo, Salazar, chamou à recuperação do País, Estado Novo.

Salazar ao proibir os ajuntamentos fez precisamente o que agora foi feito para conter o Corona. Salazar criou Dispensários em todo o País para eliminar a epidemia.

Os canalhas que chegaram do frio chamaram-lhe Ditador. A Demagogia fez escola. O resultado, mesmo sem o Corona, está à vista.

Um social-fascista do programa “Esplendor de Portugal”, dá-se ao desplante de criticar o Presidente da República e relembra o antigo Presidente do Conselho, Marcello Caetano, como se os dois valessem a mesma coisa. E valem. Os dois são honestíssimos e muito inteligentes. O social-fascista, Donald, Ropaldo ou outra coisa qualquer é que não vale um pintelho de qualquer deles. O triste ganha aqui o pão e cospe no prato da Antena1, onde recebe mais em quinze ou vinte minutos de conversa fiada do que um trabalhador, a salário mínimo, durante um mês. O bimbo é descarado. Dá-se ao luxo de ofender o mais alto magistrado da Nação e fica impante à espera que alguém lhe dê importância.

Salazar soube avisar sem agredir; por isso foi eleito o maior Português de sempre apesar das mentiras propaladas contra ele, que tinha dito esta frase tão natural como clara: “O Estado deve ser tão forte que não precise de ser violento”. Todos compreenderam a mensagem e meteram mãos ao trabalho, à união e à fraternidade que fez crescer Portugal em harmonia e prosperidade.

Não vejo Costa, Centeno ou Marcelo com espírito Ditatorial, mas o exagero deve ser evitado. O povo diz “O que é demais cheira mal”. Eu prefiro a frase “O que é demais é moléstia”. O povo está avisado. As ruas estão vazias, restaurantes, lojas de comércio e algumas indústrias estão encerradas.

A ladainha dos mortos a toda a hora é deprimente! Uma, duas vezes ao dia é suficiente.

As pessoas não morrem do mal, morrem do medo.

O português, a bem, faz tudo o que os governantes quiserem. A mal torna-se desagradável e não cumpre.

 

Anterior “Os heróis da Limpeza em Torres Novas”

C.S

publicado por regalias às 06:50
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. O que faz vacilar o Homem...

. Democracia, oportunistas,...

. Conversa de corda e propa...

. Jovens mais felizes e mai...

. Trump se for eleito ofere...

. Obama, Sarkozy, Cameron, ...

. Locutores era o tema, mas...

. Salazar acabou com a Dita...

. O tempo da educação muscu...

. A rotunda Ana Gomes e o A...

.arquivos

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds