Quarta-feira, 23 de Março de 2016

Obama na Cuba dos Castros e dos Direitos

Como Obama pode falar em Direitos Humanos, quando a Líbia e a Síria foram esmagados por sua intervenção direta?

Como Obama pode justificar o despudor das suas palavras, na Cuba dos Castros, quando os seus atos são totalmente o oposto?

Como Obama pode legitimar o respeito pelos Direitos Humanos se, nos próprios EUA, eles não são respeitados?

Para além das atrocidades cometidas, está também provado que quase 300 presos de delito comum foram condenados à morte e hoje sabe-se que eram inocentes?

Como pode o seu par presidencial, mas não menos falso George W. Bush invadir, destruir, humilhar e matar no Iraque, e o paradoxal Prémio Nobel Obama, de raiva e, como um insensato, destruir a Líbia, um dos mais prósperos e avançados países de África? E a seguir, por causa do petróleo e para mostrar à Rússia o seu poderio, compra os corruptos da Síria e sem nada que o justifique semeia o caos, inventa patranhas e só não destrói todo o país porque Bashar al-Assad prefere morrer no seu posto do que abandonar o povo aos chacais. Valeu-lhe a Rússia.

Onde estão os Direitos Humanos do Obama e de todos os palhaços que estão a seu lado por mesquinhez?

É escusado a Obama e a todos os comparsas que por bajulação, laxismo e comprovada estupidez-malvadez o aplaudem, insistindo na mentira quando os factos são evidentes e as centenas de milhares de mortos lhes apontam o dedo acusador.

A falta de Direitos Humanos em Cuba é certamente muitíssimo menos gravosa do que a imposição de pseudodireitos humanos à força e à bomba que milhares de mortos, só nos três países, supramencionados, revelam a barbaridade e bestialidade de tão ímpios salvadores.

O desmentido destes idólatras da efabulação, vai desde as infames destruições de países como o Iraque, a Líbia e a Síria até às centenas de milhares de refugiados que vagueiam perdidos e enxovalhados em países que mais tarde irão odiar por terem sido os causadores desta hecatombe que tem como resultado os atentados como o de ontem em Bruxelas e sobre os quais eu tenho insistentemente alertado, mas a que as tolerantes elites que governam a Europa ainda não entenderam.

O cheiro a esturro está no auge. A diversão do Daesh em Bruxelas aponta para grandes catástrofes nos EUA. Espero que não ignorem o aviso.

E tudo começa com os inimputáveis difusores dos Direitos Humanos: George W. Bush, Tony Blair, Barack Obama, Sarkozy e Cameron.

 

Anterior “A lapidação democrática de Turistas por escolherem a UBER”

C.S

publicado por regalias às 06:10
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13


24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Portugal, País de marinhe...

. Acredito na inteligência ...

. Todos mandam, ninguém se ...

. “Liga” perde combate na c...

. Em 146 a.C destruíram Car...

. O fim da guerra com estro...

. Estupidez criminosa alime...

. Tanto quis ser pobre, que...

. Português -Russo, 145

. Português -Russo. 144

.arquivos

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub