Sábado, 30 de Abril de 2022

Oligarcas preferiam que Salazar deixasse morrer o povo

Oligarcas de meia tigela, vivendo egoísmo e a subserviência que a Revolução dos cravas criou continua a estender-se pelos comentadores que não tendo vivido aquele tempo de muito sacrifício para recuperar um País totalmente desfeito por promessas não cumpridas na Primeira República, 1910-1926, por revoltas e greves constantes apesar da censura, das violentas cargas policiais, da muita fome e das mortes, estes miseráveis da mentira para que Portugal continue um falhanço económico sem saberem de nada falam de tudo sem terem qualquer experiência da vida miserável que Portugal herdou e Salazar recuperou..

Pela minha parte, que tudo vivi e sobre a qual escrevi, estando na altura contra, porque também não sabia da falta de recursos, escrevi, sem medo; só os cobarde escrevem com as costas quentes; publiquei dois livros “Tu cá, tu lá”, em prosa, e “A Revolta e o Homem,”em verso, onde me rebelava pelas dificuldades em que vivia o povo. O primeiro, julgo que ainda se encontra disponível na Internet, o segundo, mais motivado para chamar a atenção pela morte, na Guiné do piloto aviador, o meu saudoso amigo José Cabaço Neves, não sei se ainda por lá anda.

Depois estudei o País, vi o desenvolvimento extraordinário, fui a França, trabalhei no Consulado  de Portugal em Paris e compreendi que só a ignorância, o egoísmo, a má fé poderia estar contra Salazar e enveredar pela vida fácil dos corruptos e dos subservientes.

O 25 de Abril, se tivesse ilusões,desta pepineirada, tinha-as perdido.

Aceitei o 25 de Abril de braços abertos.

A Assembleia da República desiludiu-me. No hemiciclo disse-lhes o que pensava daquela Assembleia que em vez de trabalhar ria e ainda continua a perder tempo com assuntos de lana caprina, enquanto o povo trabalhador e os Reformados, com mais 40 anos de serviço continuam a receber menos de 300 Euros por mês.

Isto não é um país a sério nem digno.

Se António Costa não mudar rapidamente a situação, Portugal será um cemitério a céu aberto.

Em vez da maioria a absoluta que lidera, o PS ficará na história com todos os nomes inscritos como:

“Estes foram os coveiros de Portugal”

 

Coloque a máscara. A hepatite anda pela Europa. Todo o cuidado é pouco.

Anterior “Português - Russo, 31”

C.S

publicado por regalias às 08:14
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13


24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Portugal, País de marinhe...

. Acredito na inteligência ...

. Todos mandam, ninguém se ...

. “Liga” perde combate na c...

. Em 146 a.C destruíram Car...

. O fim da guerra com estro...

. Estupidez criminosa alime...

. Tanto quis ser pobre, que...

. Português -Russo, 145

. Português -Russo. 144

.arquivos

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub