Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Poder inventivo, habilidade manual e indisciplina

Hoje só é ignorante quem quer.

Por muito maus que tenham sido todos os Governos desde o disparatado 25 de Abril, a verdade é que desde 1994 eles se têm esforçado por alargar a informação a toda a população, incentivando a colocação de Centros com computadores gratuitos em muitas localidades.

Em Lisboa, na Gare do Oriente, há o Pavilhão do Conhecimento com mais de 50 computadores gratuitos e sempre disponíveis, com técnicos de apoio a quem necessite de qualquer explicação ou deseje aprender o essencial para navegar mundo fora e no digital sem sair da cadeira.

O português digo-o sem chauvinismo, mas com orgulho, é um ser inteligente, muito imaginativo e muito hábil.

Encontrei em Paris, em 1959, o senhor Geraldes, natural da Capinha, Concelho do Fundão que trabalhava numa metalomecânica que incentivava os operários a propor soluções ou a apresentar projetos para coisas úteis. O Sr. Geraldes inventou uma chave e fechadura que ainda hoje se encontram no mercado. Os donos da empresa gratificaram-no. Passado um ano perguntaram-lhe se ele tinha algumas dificuldades. Ele respondeu naturalmente, não. Só me falta pagar parte de uma casa em L’Hay-les-Roses. Perguntaram-lhe quanto faltava e, perante o seu espanto, deram-lhe o dinheiro com um forte aperto de mão.

O português, com um pequeno incentivo é um verdadeiro génio inventivo e sem se preocupar muito com as compensações. Trabalha por prazer, por gosto de ver até onde é capaz de ir.

Infelizmente, e digo-o com tristeza, o 25 de Abril desmotivou, por autêntica incompetência de quem dirigiu o país, esta gente que trabalhava por gosto, que tinha orgulho no que fazia, tivesse ele a profissão que tivesse. Se fosse caixeiro queria ser o melhor, o que mais sabia cativar o cliente, se fosse mecânico tinha orgulho em tratar as máquinas e ferramentas por tu.

Lembro-me de dois mecânicos fabulosos, o Sr. João Rocha e o Sr. Joaquim Rebelo, trabalhavam ambos em Penamacor. O segundo era da Aldeia de Bispo. Era alto, forte e de uma competência fora de série. As máquinas não tinham quaisquer segredos. Morreu novo e estupidamente. Eram quatro da manhã e um vizinho bateu-lhe à porta a dizer que lhe andavam a roubar couves da horta, vestiu qualquer coisa à pressa e foi cheio de nervos e com o coração aos pulos dar uma surra nos pequenos larápios, quando lá chegou correu atrás deles, sofreu um ataque de coração e morreu. Ele foi lá, não pelas couves, mas pelo desrespeito. Era solteiro e ajudava sempre que lhe pediam.

Tudo isto vem a propósito dos Cursos Vocacionais e da indisciplina que neles reina.

Os únicos culpados são os professores. Só há indisciplina quando o chefe, o dirigente ou o professor a permite.

C.S

publicado por regalias às 05:17
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds