Quinta-feira, 27 de Junho de 2019

Portugal de liberdade e Mocidade Portuguesa

Quando o meu saudoso amigo José Cabaço Neves me desafiou para fazer o curso de Comandantes de Castelo da Mocidade Portuguesa, eu que passava parte das férias grandes em Espanha, não hesitei.

Troquei Badajoz por Lisboa e o regime férreo da Mocidade, na casa da Rua Almeida Brandão, entre a Estrela e São Bento.

Pensava eu que ao frequentar o Curso de Comandantes de Castelo, os dirigentes seriam duros perante as minhas faltas. Eu queria ser diferente. Estava descontente com todas as facilidades que os meus pais me concediam. Em poucas palavras: queria que os meus pais fossem mais rígidos para mim, que era um autêntico vendaval de liberdade sem regras.

Na Almeida Brandão, depois de estudar o ambiente e verificar que a liberdade era total, comecei a fazer aquilo que o meu instinto desafiante me incitava a fazer.

Na casa, que era enorme e terreno adjacente, não sei se ainda existe, havia uma piscina interior. O meu divertimento, depois dos exercícios matinais de corrida, provas físicas e ginástica, ao terminarem, antes do almoço, ia para o primeiro andar e de uma janela larga e alta que ali havia, colocava-me no parapeito e perante o olhar espantado dos meus colegas, saltava da janela, que estaria separada por um corredor de dois metros e meio a três da piscina e nadava de um lado ao outro, feliz como o mais tonto dos golfinhos.

Os das ilhas e das colónias, corriam para mim e diziam: “é proibido, é proibido.“ Como nunca nenhum dos chefes me repreendeu e porque nunca me aleijei, fazia aquilo todos os dias. No ano seguinte, quando frequentei o curso de Comandantes de Bandeira não perdi o hábito.

Num acampamento no Portinho da Arrábida, os dos Açores desafiavam-me sempre para umas braçadas até perto dos barcos. Uma das vezes, os dos Açores, muito melhores nadadores que eu, chegaram primeiro, esperaram por mim e quando os alcancei disseram-me: descansa um pouco. Nós ainda temos de ir às tendas.

Quando olhei para a praia vi que era um bocado, nada que metesse medo. Nadei decidido a chegar depressa a terra. O cansaço apoderou-se de mim. Quando vi que outros jovens saiam da água com ela pelos joelhos, instintivamente endireitei-me e entrei num fundão. Devido à atrapalhação e ao cansaço descia, subia e engolia água. Por orgulho não pedia socorro.

Numa braçada mais forte livrei-me do inferno. Quando já muito perto do areal me levantei, caminhei como um bêbedo e estendi-me na areia.

O Cabaço Neves estranhou eu continuar deitado.” Precisas de alguma coisa?“ Respondi com esforço: leva a minha coluna contigo, faz favor. Já lá vou.

Fui ao enfermeiro que me deu um vomitório. Perante as golfadas de água que saíram, gozou: “pareces um chafariz”.

Durante meses, a garganta e o peito doíam-me. Nunca mais fui bom nadador.

Não me queixava. Para mim só dizia: não tomas juízo.

Como diz o ditado “Quem nasce torto, tarde ou nunca se endireita”.

 

Anterior “Carlos César desmascara Comunistas e Bloquistas”

C.S

publicado por regalias às 05:53
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13


24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Portugal, País de marinhe...

. Acredito na inteligência ...

. Todos mandam, ninguém se ...

. “Liga” perde combate na c...

. Em 146 a.C destruíram Car...

. O fim da guerra com estro...

. Estupidez criminosa alime...

. Tanto quis ser pobre, que...

. Português -Russo, 145

. Português -Russo. 144

.arquivos

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub