Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2014

Portugal governado por uma Ditadura de Arruaceiros

Logo em Janeiro de 1921 o Ministro da Marinha e Ultramar, Dr. Júlio Martins, demite-se. Confessa que a marinha não tem um único navio capaz de dar um tiro e possui 23 almirantes.

Acrescenta: “em Portugal todos mandam, menos o Governo.”

Leote do Rego confirma que tinha havido um aumento excessivo de oficiais sem que nada o justificasse.

Em Maio é exonerado o major Marreiros, Diretor da Polícia de Segurança do Estado, PSE, que era a polícia política, o que fragiliza imenso o Governo.

A insegurança é geral. Em Maio a GNR revolta-se contra o Governo.

Barros Queirós diz que a Pátria está sobre um vulcão.

Em outubro o país enlouquece. A Marinha e a GNR revoltam-se. A insânia atinge o auge. Todos parecem ter perdido a cabeça. Ninguém se importa com as consequências. E a tragédia dá-se:

António Granjo, Primeiro-Ministro demissionário, Machado Santos, a quem os portugueses devem a República e José Carlos da Maia, Coronel Botelho de Vasconcelos e o motorista Carlos Jorge Gentil são mortos com uma selvajaria invulgar.

António Granjo é esquartejado por um corneteiro da GNR.

As famílias de António Granjo e Carlos da Maia afirmam que nos membros do Governo estavam os mandantes dos crimes.

Liberato Pinto que tinha sido chefe de Governo de mais de um Governo Democrático é julgado e condenado com outros do mesmo jaez.

O Governo de Manuel Maria Coelho é acusado de ser um Governo de assassinos. Muitos ministros não tomam posse. O Governo não chega a durar um mês.

Cunha Leal ao discursar nos funerais confessa: todos nós temos culpa! É esta maldita política. Mas os jornais tinham também muita culpa pelo que acontecia. Os seus escritos em vez de acalmar o povo, excitavam-no.

Os outros países consideravam Portugal governado por uma Ditadura de arruaceiros e rufias.

Depois do massacre de 19 de Outubro os Partidos fazem um pacto propondo: “ordem na rua, ordem nos quartéis, ordem nos serviços e ordem nos espíritos para que os portugueses possam trabalhar”. Mas o povo não acredita nas boas intenções.

A Europa para prevenir males maiores coloca no Tejo três navios de guerra de Inglaterra, França e Espanha.

O empobrecimento e embrutecimento são gerais. Ninguém sabe o que fazer. Os Governos caem uns a seguir aos outros.

Na juventude Sindicalista explodem várias bombas. Os mortos e feridos são jovens que manuseavam os artefactos

Por falta de azeite fecham as fábricas de conservas do Algarve.

C.S

publicado por regalias às 14:30
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Fascismo sem fascistas e ...

. Cunhal teve ideias premon...

. António Ferro, como era d...

. Deputados palhaços ou Dep...

. Quanto tens, quanto vales

. Incompetência ou falta de...

. Isto não é um mundo de ge...

. Esplendor de Portugal atr...

. Catalunha é mais poderosa...

. No País dos loucos salvem...

.arquivos

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds