Terça-feira, 31 de Maio de 2016

Portugal voltou à Escola Primária e aos castigos

Ridículo, vergonhoso, impróprio para gente crescida. Impróprio para políticos e ainda menos para um Presidente da República.

Até simpatizo com o Marcelo, o que não me impede de escrever contra o voluntarismo bacoco.

Antes do 25 de Abril escrevi contra o Governo do Dr. Oliveira Salazar sem olhar a consequências. O livro “Tu cá, tu lá”, assim como “A revolta e o Homem” podem ser lidos em www.cunhasimoes.net ninguém me incomodou. Nos jornais, alguns artigos foram cortados pela censura. Ninguém me aborreceu. A seguir ao 25 de Abril tive um processo em tribunal por causa do artigo “Atrás dos militares”, que eu pensava que ficariam agradecidos por os avisar da catástrofe que estavam a apadrinhar. Eram vários anos de cadeia.

Nada me demove quando o povo ou Portugal são amesquinhados. Com Marcelo a música será idêntica.

Até simpatizo com a descontração, mas a precipitação, a imprudência de um ou outro ato não são desculpáveis.

Não se podem perdoar deslizes a um Presidente que não tem necessidade de cometer falhas escusadas.

A sua cultura e inteligência são superiores. E tem de as usar. Se não o fizer descambo, porque nunca cuido de mim e sou indiferente às consequências nefastas.

Se tivesse a presunção de ser como Salazar, o Homem mais inteligente, sensato e honesto que até hoje Governou Portugal, eu diria como ele, que sou um independente.

Se estou convencido que estou certo na defesa do Povo Português e de Portugal, não há pelotão de fuzilamento que me faça dizer o contrário do que afirmo.

Já por três vezes fui desagradável com o que escrevi sobre Marcelo; a primeira para lhe criticar uma ligeireza que lhe saiu sobre o seu homónimo com um L a mais, outra por medalhar, como quem dá cinco cêntimos a um pobre, para ele não o chatear e outra, antes da eleição, para o ajudar atacando-o, para o povo votar no mais inteligente e no mais capaz. Só conhecendo o povo se sabe que ele reage por oposição. Foi também a maneira de salvar o Costa da aventura para onde a inteligência o empurrou. Deu-me gozo a surpresa, mas estou preocupado.

A insistência do castigo da oligarquia de Bruxelas, a subserviência aos sátrapas que levam o Presidente Português a mendigar perdão, dá-me cabo do estômago.

Portugal nem é menino de escola nem Bruxelas é o Panteão Europeu.

Parafraseando o Marquês de Pombal: Portugal, mesmo depois de morto, precisa de quarenta milhões de cangalheiros para o enterrarem. Duvido que haja tanta gente com…coragem para o fazer.

Vão-se…catar!

 

Anterior “Salazar foi o político que melhor compreendeu o povo”

C.S

publicado por regalias às 05:52
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Portugal pode salvar o mu...

. Acredite em si e nas suas...

. A coragem da Cristina

. A Restauração de 1640

. Robótica, o futuro do ser...

. O mistério já explicado

. Produzir e poupar

. Daqui a mil anos quero se...

. O 25 de Novembro ou a Rev...

. Para que ninguém esqueça ...

.arquivos

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds