Terça-feira, 9 de Janeiro de 2018

Rui Pena, Homem bom, inteligente, honesto

Bastariam estes simples atributos para definir o Rui Pena.

Durante três anos tive oportunidade de apreciar todas as qualidades deste Homem sem vaidades, de uma inteligência brilhante e que só uma vez o senti irritado quando Ramalho Eanes não tinha concordado com as linhas da Reforma Administrativa e ele, que chegava em brasa à entrada para a sala do CDS, onde eu me encontrava, gritou: “Vai, vai dizer ao teu amigo o erro que acaba de cometer”.

Eu era bastante amigo do Eanes e várias vezes o defendi dentro do Grupo Parlamentar, mas dali nunca saiu o teor dessas conversas ou discussões sobre as atitudes do Presidente.

Ramalho está vivo e pode confirmar, se alguma vez ouviu da minha boca, alguma coisa que o denegrisse ou enaltecesse. Sempre detestei a intriga; a da coscuvilhice boçal ou a intriga política.

Segui o percurso do Rui. Ele manteve-se sempre impoluto.

Passado pouco tempo de ter saído do Parlamento, o meu amigo Adérito Monteiro, na altura Despachante Oficial, disse-me que tinha comprado um prédio e que o advogado da parte vendedora, o Dr. Rui Pena, lhe quis entregar quinhentos contos que a proprietária lhe tinha oferecido por achar que ele tinha feito uma boa venda, mas como ele também achava que tinha puxado o valor, devolvia a quantia. O Adérito não aceitou. Ele está vivo e são, para relatar o facto com mais pormenores.

Quando aceitou ser Ministro da Defesa de um Governo PS, encontrei-o por acaso no Chiado.

Disse-lhe: então agora deste em Xuxalista? Ele riu-se. Não podia dizer não, ao António Guterres. “Ele é o maior humanista que conheço. Um bom amigo, e Portugal precisa urgentemente de unir a Esquerda e a Direita para sair deste sufoco que nos mata a todos.”

Passados meses quando o Partido Socialista se preparava para comprar três submarinos, escrevi-lhe aflito pedindo que não o fizesse, e dizia-lhe, a terminar que os submarinos nem para a pesca serviam. Ele respondeu-me, dando-me todas as explicações sobre as vantagens dos submarinos. Guardo essa carta como outras do Rui.

Foi com muito pesar que recebi a infausta notícia. Sabendo que era um Homem de trabalho, só o contactava quando havia algo muito importante a dizer, por esse motivo, nem sabia que estava doente. O choque foi muito desagradável.

Adeus Rui. Até breve. Também eu estou a ficar cansado deste País que faz que anda, mas não anda.

43 anos é tempo demais para suportar tanta mentira, tanta miséria e tanto engano.

 

Anterior “Conversa Capital com Vítor Bento na Antena 1

C.S

publicado por regalias às 07:56
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
14
15
17
18
19

21
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. A orquestra da infâmia e ...

. Na lixeira onde vivemos r...

. A Ditadura portuguesa na ...

. Soares e Leite, entre o g...

. Lifestyle do Observador; ...

. Donald Trump no ponto de ...

. Zhou Qunfei, louvor e adm...

. A morte saiu à rua nas aç...

. Carlos Xistra, um problem...

. Manada; o sexo e o homem,...

.arquivos

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds