Quinta-feira, 30 de Junho de 2016

Sindicatos e enfermeiros de regalias, não de trabalho

Tudo em voo rasante, mesquinho, egoísta e sem se preocuparem se morrem 10, 20 ou 1000 de legionella.

Outros deixam no ar aviões e ninguém os chama à pedra ou os expulsa por incompetência e arrogância sem pensarem em quantos milhares sacrificam e quanto prejuízo dão a Portugal.

Portugal transformou-se desde o 25 de Abril de 1974 num país de salafrários oportunistas, indiferentes aos milhões que sofrem as suas prepotências.

Portugal passou a ser um feudo de minorias que funcionam em cadeia.

Se dissecarmos os Organismos ligados ao Estado, raro é aquele que do primeiro ao último funcionário não esteja ligado em paralelo.

Quando um é advertido, toda a seita chia e ameaça.

Há dias ficaram muitos espantados, quando, num destes Organismos que fabrica doenças, a maioria dos especialistas que não trabalha ou trabalham sempre contrariados, disseram que se demitiam. O chefe, que não é para graças, não aceitou a chantagem, aprovou e demitiu-os a todos.

A seguir ao 25 de Abril foram raros os que tiveram a coragem de impor a ordem, o saber e o conhecimento em vez de embarcarem na dialética aguada de uma Democracia sem norte e sujeita a todas os caprichos.

Esta gente faz falta no desemprego para darem lugar aos que gostam, querem e sabem trabalhar.

O que se passa na saúde é um escândalo! Daqui a pouco temos um médico para cada cidadão e eles vão continuar a jurar que são poucos.

Só tive médico enquanto andava a estudar. No Estado Novo todos os Liceus e Universidades tinham o médico ou médicos necessários.

Pelo país sobravam médicos que trabalhavam noutras áreas e o país tinha praticamente as mesmas pessoas que hoje tem. Os velhos abundam. Eu já ultrapassei os oitenta e continuo a ter uma vida ativa porque nunca me ensaquei de remédios.

Nestes blogues já falei de alguns médicos, professores de Liceu, durante o Estado Novo, sinal que os havia em excesso.

Depois da invasão da saúde, no pós 25 de Abril, relatei como um jovem passou de uma pessoa normal a um ser quase alienado, porque a médica o ensacou de tranquilizantes para a depressão de que não sofria.

O caso da jovem de Penafiel que morre com um tumor de 1 quilo e meio no cérebro e que, durante três anos, nenhum dos sábios e ajudantes que a viram detetou é mais a prova de que o país continua de enganos.

Sindicatos, e Governos de videirinhos são os coveiros deste país.

 

Anterior “Judeus são naturalmente inteligentes, mas pouco fiáveis”

C.S

publicado por regalias às 05:27
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds