Sexta-feira, 15 de Maio de 2020

Velhos? Não acredito. Não se esqueça do que vai fazer

Apesar de estar muito preocupado, não com o Corona que veio salvar este mundo, nem com o Centeno que sabe o que faz, nem com o Costa que tem de ouvir, sorrir, mas continuar a Governar com bom-senso e boa disposição.

Estou altamente preocupado com os refugiados dos campos onde foram enjaulados, sem quaisquer condições humanitárias e prestes a rebentar com este mundo de incapazes, com trejeitos de gente civilizada.

Quando a morte também lhes bater à porta, veremos como, à pressa, vão resolver o holocausto que se avizinha.

Salazar foi o grande humanista do século XX. Os refugiados, que fugiram aos milhares da Segunda Guerra Mundial e aqui encontraram refúgio, muitíssimo diferente de qualquer outro, poucos lhe agradeceram ou reconheceram a sua humanidade.

Na governação, ele deu sempre conta pública dos seus atos. O Governo era Constitucional. Leia-se o artigo 8º da Constituição de 1933. Quem gosta de ler pouco, entenderá muito. A “Coimbra Editora” publicou os “Discursos e Notas Políticas” em vários volumes. Toda a gente que não quer continuar enganada pode orgulhar-se do Primeiro Ministro que reergueu Portugal e serviu de exemplo ao mundo.

O vírus da estupidez, bem pior que o Corona, chamou-se Cunhal. Ainda por aí andam os restos.

Se eu não estivesse velho de corpo e anos vestiria a pele do louco e percorreria o mundo envergonhando o ser humano pela bestialidade enroupada na inteligência de um Obama, de um Cameron, de um Sarkozy, de um Bush, de um Blair que não tiveram escrúpulos ao imolar, nas aras do sofrimento, milhões de seres humanos e agora continuarem a deliciar-se com o desespero de centenas de milhares de Refugiados, que não estão refugiados nem protegidos de coisíssima nenhuma. Têm o Corona como companheiro e purificador de uma sociedade sem escrúpulos.

A velhice entra através do esquecimento. A única maneira de a travar é não esquecer.

Como proceder? Pense só num assunto de cada vez e não o largue. Vai ver que dificilmente esquece seja o que for. No dia a dia é assim que tem de proceder. Se esqueceu e de repente se lembra, levante-se e vá imediatamente tratar desse tratante que queria que você se deprimisse porque se esquece de tudo, Não deixe o esquecimento esquecer-se. Repita, repita e verificará que hoje se esquece menos que ontem e que anteontem.

“A repetição é a mãe da aprendizagem”, como dizem os Russos. Eu sigo-lhes os conselhos e os provérbios. Delicio-me a estudar Russo. Quando tenho algo mais urgente a fazer, faço. Olho para os livros de russo e prometo-lhes que não os esqueço, mas tenho que pensar o que acontece à minha volta para ver se a luz da vida me ilumina e descubro, e digo. e divulgo, para ver se alguém mais capaz consegue resolver o problema do ser humano.

Pensamos demasiado nos nossos micro problemas e esquecemos os macro problemas que afetam ainda grande parte da humanidade.

A nossa felicidade depende da felicidade dos outros. Isto é tão evidente que nunca o podemos esquecer. Assim não envelhecemos.

 

Anterior “Rio bate palmas. Mortágua bate pratos. Centeno olha-os”

C.S

publicado por regalias às 06:10
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Portugal pode salvar o mu...

. Acredite em si e nas suas...

. A coragem da Cristina

. A Restauração de 1640

. Robótica, o futuro do ser...

. O mistério já explicado

. Produzir e poupar

. Daqui a mil anos quero se...

. O 25 de Novembro ou a Rev...

. Para que ninguém esqueça ...

.arquivos

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds