Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2018

Venezuela está no pensamento dos portugueses

Os portugueses foram sempre gratos a quem os trata ou tratou bem.

O português foi sempre muito mais do ser do que do ter.

É verdade que aquilo que hoje conta é o dinheiro e muitos portugueses não resistiram à tentação quando viram os cofres do Estado saqueados pelos beneméritos libertadores desta prisão de grades doiradas, de jardins bem tratados e da alegria do trabalho que tinha arrancado Portugal à miséria onde se tinha afundado devido a uma pseudodemocracia, semelhante à dos nossos dias, onde as classes dominantes, políticos e militares usufruem salários exagerados em comparação com os 580 euros de salário mínimo, que o povo trabalhador recebe.

O povo chama-lhes gosmas e fica-se por aqui. Não ganha nada em reclamar. São democratas de sexta categoria, sem voz.

Mas o povo, apesar de viver mal, fica orgulhoso quando o Ministro dos Negócios Estrangeiros garante toda a possível ajuda agroalimentar e medicamentosa ao Estado Venezuelano, sem se preocupar com o garrote americano.

Entre 1936 e 1946, Salazar e o povo português suportaram uma ajuda bem maior a Espanha, quando Portugal, ainda mal refeito do desastre da Primeira República, 1910-1926, fazia das tripas coração, arranjava senhas de racionamento para equilibrar os gastos supérfluos e, mesmo com ainda algumas centenas de pobres de pedir, todos compreenderam que era fulcral ajudar a Espanha durante a Guerra Civil, 1936-1939, e a seguir evitar as mortes por falta de alimentos.

Obrigar a Venezuela a vender ativos ao preço da uva-mijona para agradar aos EUA é um erro calamitoso.

Os EUA não podem fazer o mesmo que fizeram a Cuba. A Democracia não se impõe, pratica-se, exemplifica-se e é aceite naturalmente. Impor a Democracia pelo sofrimento e pela morte é um absurdo monumental.

O Ministro Santos Silva é um homem inteligente. Não transige ao medo e às ameaças. Santos Silva vai pela razão, pelo estudo do que acontece e pelas consequências das medidas atrabiliárias de quem atua mais pelo ódio, pela irracionalidade do que pela razão.

Faço votos para que a Venezuela saia rapidamente do aperto em que se encontra e escolha o regime que entender a bem de todo o povo Venezuelano e de todos os povos que amam e vivem na Venezuela.

 

Anterior “Um país de náusea a caminho do esgoto”

C.S

publicado por regalias às 06:39
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13


24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Portugal, País de marinhe...

. Acredito na inteligência ...

. Todos mandam, ninguém se ...

. “Liga” perde combate na c...

. Em 146 a.C destruíram Car...

. O fim da guerra com estro...

. Estupidez criminosa alime...

. Tanto quis ser pobre, que...

. Português -Russo, 145

. Português -Russo. 144

.arquivos

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub