Terça-feira, 29 de Julho de 2014

Vivemos num mundo de loucos e de malfeitores

O prazer de saber, de conhecer profundamente o mundo e o que nele existe dá-nos uma alegria imensa na parte agradável que podemos usufruir, mas também um choque terrível pelo absurdo com que muitas vezes nos deparamos.

Todos os dias vivemos a morte da inteligência, o desespero pela impotência de não tornar o ser humano mais racional e impedido de cometer crimes hediondos.

No Paquistão, potência nuclear e com 180 milhões de habitantes, os ataques por causas religiosas são frequentes.

No domingo, uma mulher e duas crianças foram mortas, aparentemente por causa de uma brincadeira fútil de um familiar sobre outra religião.

Aquilo que acontece no Paquistão sucede com frequência no mundo islâmico e não só por causa de deuses inventados. Há os que adoram pedras, outros macacos, outros, vacas. É um mundo habitado por loucos.

As perseguições aos judeus, acusados de terem matado Cristo, levaram quase à extinção todo o povo.

As perseguições na Inglaterra, na França, na Rússia, na Alemanha e em Espanha foram atrozes. Os Judeus só se salvam depois do Holocausto quando verificam que podem reverter a situação com bastante coragem, e sabendo utilizar os meios de Comunicação Social.

Neste momento assistimos ao genocídio do povo Palestiniano, mas por determinação dos seus líderes que assim querem mostrar ao mundo do que são capazes os judeus. E os judeus fazem-lhes a vontade, pouco se importando se matam mil ou cinquenta mil porque acham que têm razão na irracionalidade em que vive todo o mundo de malfeitores.

Às religiões que difundem a ideia de um Poder Superior, criador de tudo quanto existe juntaram-se as Seitas, cada uma inventando o deus à sua medida e dando a forma e o estilo que mais lhes interessa.

É infame que os Governos se escondam atrás das religiões. O Estado tem de ser laico e punir severamente quem aproveite a religião para cometer os mais execrandos crimes.

É miserável não só provocar as guerras como fez o Bush, e o Tony Blair, (convertido ao catolicismo para ter o perdão garantido com uma hóstia e um Padre Nosso) no Iraque; e Obama, Sarkozy e Cameron na Líbia sabendo que a seguir continuará o massacre entre as diferentes seitas religiosas.

No Paquistão bastou uma blasfémia para se cometer um crime hediondo. Mas uma blasfémia sobre quê? Sobre que Poder, se ninguém o conhece? Mas se fosse na verdade o Deus que o herege tivesse ofendido, o Deus tinha-lhe perdoado porque lá diz o ditado: vozes de burro não chegam ao Céu.

O extermínio do povo Palestiniano, que estamos a assistir em Gaza e em direto já aconteceu com o povo Bosquímano às mãos dos colonizadores Holandeses e Franceses e continua a acontecer sem ninguém se preocupar com este povo afável e que fala a língua dos pássaros.

C.S

publicado por regalias às 05:39
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incompetência ou falta de...

. Isto não é um mundo de ge...

. Esplendor de Portugal atr...

. Catalunha é mais poderosa...

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds