Segunda-feira, 30 de Março de 2015

Viver à custa da desgraça é a finalidade dos sindicatos

Pior que as seitas religiosas os sindicatos levantam problemas onde não há razão para existirem e dessa maneira manterem em burburinho estratos da sociedade que bem precisavam mais de calma e de ajuda do que de incitamento à desordem, ao caos e à sua própria humilhação.

Os sindicatos servem-se da boa-fé dos ingénuos para os instigar contra as regras estabelecidas e com eles incendiar o resto da sociedade.

Culpado é também o capitalismo desmiolado que se insurge contra o Governo por ele aumentar o salário mínimo para uns ridículos 525 euros por mês quando esses sátrapas da asneira e do impudor nunca ganham menos de vinte mil euros por mês, a começar por essa enxurrada de Deputados do Parlamento Europeu que se esganiçam por esconder o roubo a quem trabalha através de verborreia para deliberadamente enganar.

Nenhum deles se disponibiliza para reduzir o salário para metade, mas, muitos, ao serviço dos sindicatos, atacam os próprios Governos, não atacam o centro do poder em Bruxelas que permite o esbulho do valor do trabalho.

Finge que se escandaliza que os trabalhadores ganhem tão pouco embora não diga que todos os de esquerda nunca abdicam nem fazem que o seu salário diminua e o dos trabalhadores aumente, pelo menos, para 800 euros mensais.

Estamos num mundo de farsantes e de inconscientes. Continuam convencidos que a democracia os cobre a todos e não imaginam que a loucura pode atingir os desesperados e quem ganha demais perca tudo de um momento para o outro.

Depois das muitas greves que rebentaram com o país, sem consequências para os facínoras que as convocaram e para os irresponsáveis que as fizeram, por atirarem, eles sim, com milhares de trabalhadores para o desemprego por quebra de produção ou entrega de encomendas atempadamente, estamos agora a assistir a uma revoada de manifestações, todas diminutas, porque até os jovens cansaram ou perceberam que estão a ser ludibriados por chefes de sindicatos que cada vez ganham mais e quem grita ganha menos ou fica sem emprego.

Até às eleições legislativas, o Partido Comunista e a CGTP tudo farão para ter, todas as semanas, uma caterva de mentecaptos berradores para irritar o povo e o Governo. Mas este está-se nas tintas. Sabe que os que tomarem conta do barco vão de certeza ao fundo.

Os capitalistas de Bruxelas hão de insistir em manter o salário miserável dos trabalhadores portugueses e estes hão de arranjar maneira de fazer com que os oligarcas passem a ganhar menos para eles ganharem mais.

C.S

publicado por regalias às 06:50
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. No País dos loucos salvem...

. Profissionalismo, a admir...

. O ser humano comete erros...

. Não deixem morrer a exper...

. Direita e Esquerda domina...

. Aproveitem a ocasião: ins...

. Portugal, políticos, poli...

. Portugal nas mãos de Cost...

. Cavaco e os pindéricos co...

. Legislativas foram uma de...

.arquivos

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds