Segunda-feira, 22 de Julho de 2019

Viver com as leis da Natureza dá saúde

Estou convencido que o trabalho é um dos pontos principais de equilíbrio do ser humano.

As doenças são alérgicas ao trabalho tal como os parasitas que se matam por não fazer nada e vivem à custa de espertezas que os envelhecem rápido e os despacham cedo.

A outra força que mantem a saúde é o sabor do tempo. O ser humano deve absorver o frio e o calor com naturalidade. Se está calor, a diminuição de roupa, a água e a sombra são preferíveis aos ares condicionados e às ventoinhas, que mal colocadas o fazem espirrar e lhe roubam potência. Têm de ser orientadas de modo a não causar danos.

No inverno, uma manta nas pernas resolve muitos problemas de frio.

Salazar que tinha fama de ser um poupado sem vergonha, sempre que recebia no seu gabinete de São Bento, alguém importante, mas com quem ele gostava de trocar ideias sem seguir os protocolos, mal começava uma conversa, que duraria duas ou três horas, quando o interlocutor se sentava oferecia-lhe imediatamente uma manta para colocar nas pernas.

Um deles respondeu-lhe que não tinha frio.

Salazar, com aquela vozinha de feroz e perigoso ditador respondeu-lhe:

“Ponha sempre, que o frio logo chega”.

Grão a grão o Ditador encheu os cofres de Portugal. Não consta que tenha enchido o seu. Numa auditoria às suas contas tinha a enorme fortuna de duzentos contos. Também para o Inferno, de que ninguém se livra, não há registo que aquela quantia ou outra qualquer faça falta a tanto usurário que morre de pote cheio e coração vazio de afetos e solidariedade.

O ser humano pode ter uma vida longa. Nós temos no corpo todas as mezinhas para o manter saudável se evitarmos as quedas das cadeiras, os desastres de automóveis e outras distrações.

Num livro publicado em 1990 eu já tive o desplante de afirmar que o ser humano poderia viver até aos duzentos pois o corpo vem cada vez melhor equipado para atingir essa idade.

O problema é que uma boa parte das pessoas começa a estar farta de viver, começa a ficar saturada de tanta confusão e deixa de ter interesse por aquilo que a rodeia, tenha ela mil euros por mês ou um milhão.

Pequenos cuidados, espírito sempre ativo, compreender que receber políticos na sua casa não é o mesmo que entrar nas suas guerras é política.

Boas leituras e trabalho esticam a vida a perder de vista.

Não acreditam? Experimentem.

 

Anterior “Influência dos jornalistas no pensamento dos leitores”

C.S

publicado por regalias às 05:40
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Incentivar os trabalhador...

. Os Sindicatos, os Partido...

. Lesbos tem em Moria Campo...

. O circo e os novos palhaç...

. Os monstros do Mediterrân...

. O circo continua, a greve...

. Não há pachorra para atur...

. Ditadores sociais-fascist...

. Aproveite as insónias par...

. A pesca como terapia, far...

.arquivos

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds